Quem sou eu

Minha foto
Maceió, AL, Brazil
Auditor-Fiscal do Trabalho

sábado, 27 de abril de 2013

NR-35 na Construção Civil: o que não podemos deixar passar?

Pessoal, para interrompermos (mesmo que momentaneamente) o estado de inércia total do blog, resolvemos  criar esse post para compartilharmos o material que utilizamos para fazer nossa apresentação no auditório da ADEMI-AL sobre a aplicabilidade prática da NR-35 na Construção Civil.

O evento foi bacana e, mais uma vez, conseguimos lotar a casa:



Todos estão de parabéns!!
E, para irmos direto ao assunto, quem quiser baixar o material é só clicar AQUI.

O nosso abraço de sempre. Fiquem com Deus.
E até a próxima!!
Tchau!

*****

Um recado importante a quem pretende fazer concurso público: NÃO aconselhamos que nosso blog, site e vídeo-aulas sejam usados como ferramentas de estudo para esses tipos de provas, ok?
Eles têm por objetivo apenas a divulgação do lado prático das NR's.
O Edital sempre deve ser obedecido à risca e, certamente, nosso material não constará entre o Conteúdo Programático.

*****

10 comentários:

  1. Bom dia Sabino!

    Ontem dia 27/04/2013 estive no primeiro evento da Ademi no qual o assunto é a NR 35.

    Gostaria de Parabeniza-lo pela iniciativa. Aqui em Maceió/AL não temos eventos voltados para Segurança e Saúde do Trabalho e saí muito satisfeita com o conhecimento adquirido.
    Sempre que eu conseguir me inscrever, não pouparei esforços para ter mais informações sobre aos assuntos de SST.
    Sou estudante de um curso Técnico em Segurança do Trabalho.
    Deus te abençõe!
    Kelly Soares

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kelly, na verdade, o encontro do dia 27/07 foi o 3º encontro referente à SST que promovemos na Ademi: o 1º foi sobre embargos e interdições na construção civil e o 2º foi sobre o PCMAT.
      Acompanhe as publicações em nosso perfil no Facebook para novos encontros dessa natureza, ok?
      Abços e obrigado!

      Excluir
  2. Excelente material! Muito obrigada pela disposição em ajudar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Fernanda.
      É um prazer poder contribuir de alguma forma, mesmo dentro de nossas limitações!

      Excluir
  3. Parabéns pelo BLOG Alexandre, as postagens são de muita avalia para nós TST

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo blog, pelo vídeos e por todo o seu esforço em nos trazer conhecimento acerca do Saúde e Segurança no Trabalho!!

    ResponderExcluir
  5. Alexandre,

    Na palestra sobre boas praticas de hoje, nos deixou na reflexão o quanto podemos ajudar ao outro com o que temos a oferecer....

    Temos que usar nosso dom e conhecimento em favor do outro, seja em conhecimento, doação ou simplesmente um sorriso.
    Com certeza nos tornaremos pessoas melhores!

    Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kelly, e quando todos nós tivermos a consciência de utilizarmos aquilo que temos de bom em prol do semelhante, 99,99% dos problemas que carregamos conosco desaparecerão.
      Mas temos que colocar a mão na massa e fazer a nossa parte, concorda?
      Abços e obrigado pela presença!

      Excluir
  6. Sabino primeiro gostaria de parabenizá-lo pelo blog e pelo facebook.
    Tenho visto as alterações sobre a NR 18 e baseado na sua experiência como auditor fiscal, gostaria de saber sua opinião quanto a responsabilidade na elaboração do PCMAT restrita ao engenheiro de segurança do trabalho.
    Nas fiscalizações você deve ter visto de tudo, eu na contratação de empresas terceirizadas encontrei muitos erros em PPRAs e PCMAT, como documentos sem assinaturas, faltando páginas, riscos inexistentes, inconsistência nas informações, etc...
    Você concorda com o propósito da NR 18 em limitar ao engenheiro de segurança a responsabilidade por este documento? ou seria mais diplomático manter uma metodologia com etapas a ser cumprida por TST ou Eng° e reprovada e invalidade quando constatado discrepâncias.
    Parabéns e um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rogério, o PCMAT já é de elaboração exclusiva do EST, o novo texto apenas resumiria uma calhamaço de dispositivos legais que embasam o fato. Consequentemente, sou extremamente a favor do próprio texto da Norma fazer tal referência.

      Excluir